terça-feira, 10 de abril de 2007

Mais Testemunhos

- Vamos ouvir mais testemunhos, mais bênçãos da glória do sangue do corpo da cruz de Jesus Cristo nosso senhoooorrrrrr! A senhora, pode dizer, qual era o seu problema?

- Eu estava surdinha, pastor.

- Surdinha, gente. E agora, senhora?

- Aos sábados.

- Aos sábados?

- É, mas só quando não chove, né?

- É... Mas depois das nossas orações a senhora ficou curada, não é isso?

- Sem ervilha.

- É a palavra de Deeeeeeeus!

Aleluia, porra, aleluia!

- Mais um testemunho! Você! Qual era o seu problema?

- Bem, eu... Eu era impotente, pastor.

- Não se envergonhe, irmão, Jesus também ama os brochas. Diga, há quanto tempo você estava com esse problema?

- Ah, pastor, há mais de dois anos.

- Dois anos? Puta que o pariu, dois anos sem ficar de pau duro? Você é casado com quem, a Sônia Abrão?

Hahahahaha, bro-cha, bro-cha!

- Hehe, é brincadeira, brincadeira... Mas diga, irmão, você está curado da pau-molescência?

- Tô quase rasgando as calças, pastor.

- É a palavra de Deeeeeeeeus! Deeeeeeeeeus!

Aleluia, porra, aleluia!

- Quem é o próximo abençoado? Você, irmão, qual era o seu problema?

- Ah, pastor, quando eu cheguei aqui na Igreja, meu celular estava totalmente sem sinal.

- Totalmente sem sinal?

- Totalmente sem sinal, pastor.

- Meu Deus... A gente brinca, mas tem horas que a gente tem que falar sério. Esse homem chegou aqui e o celular dele estava totalmente sem sinal, gente! Ele queria ligar para a namorada e não podia! Queria mandar mensagem para a mãe e não podia, gente! Vocês já imaginaram o que é isso? Mas diga, irmão, como está seu celular agora?

- Está com três pontinhos de sinal, pastor.

- Três pontinhos de sinal! É a palavra de Deeeeeeeeus, porra, Deeeeeeeeeeeeus!

ÔÔÔÔÔÔ, Jesus é Melhor que o Eto’o!

- Ah... É cada milagre tão maravilhoso, né, gente? Vamos pro próximo! Você irmão, dê seu testemunho!

- Pastor, eu.. cof,cof... Eu tenho... cof...

- Tem o quê, porra? Jesus é muito ocupado, desembucha logo!

- Eu estou em estado terminal de câncer, pastor... cof, cof...

- Sei, sei... E está se sentindo melhor?

- Pra falar a verdade, não muito.

- Bom... Mas também ta achando que isso aqui é o que? Hospital do câncer?

- Não, pastor, mas é que...

- É que o quê, porra? Desembucha, vagabundo!

- Eu...

- Desembucha!

- É... Ele morreu, pastor.

- Morreu?

- Morreu.

- Ah, foda-se, lugar de otário é no inferno, mesmo!

Hahahaha! O-tá-rio, o-tá-rio, o-tá-rio!

2 comentários:

gilson disse...

hehehehe, muito bom. no fim tudo é obra de Deus. E viva as pequenas igrejas e aos grandes negócios.

Thiago disse...

heueheuheuheuehee
muito engraçado