sábado, 18 de novembro de 2006

Sexo e Super Trunfo

- E o que você deseja saber sobre seu futuro?

- Bom, não sei, na verdade eu nem acredito muito nessas coisas, é a primeira vez que eu venho num cartomante e...

- SILÊNCIO! Preciso me concentrar.

- Sim, é que eu não estou acostumado, é a primeira vez que eu...

- CALA A BOCA, PORRA!

- Hã? Cala a boca? Está bem...

- Sim, já estou vendo.

- O quê?

- Algo no seu futuro.

- O quê?

- Algo que vai acontecer com você no futuro.

- Bom, então diga.

- Você vai dar a bunda.

- O QUÊ? Então é pra isso que eu vim aqui? Pra ouvir que eu vou dar a bunda?

- Sim, você vai dar a bunda.

- Ora, eu nunca fui tão insultado na minha vida! Saiba que eu tenho mulher e filhos, e sou um advogado de renome!

- Bom, mas vai dar a bunda.

- Mas a culpa é minha, quem mandou vir nessa merda, o cara lê o futuro com baralho de super trunfo! Eu sou um otário mesmo, puta que o pariu...

- Sim, você vai dar a bunda, sim. E digo mais, você vai gostar.

- Ah, essa foi demais, vai pra puta que o pariu! Agora sim, vou te processar e te denunciar na ACB (associação dos cartomantes brasileiros), seu filho da puta!

- Sim, você vai gostar, sim. Você vai gostar...

- Ora, que espécie de cartomante é você? É assim que você trata seus clientes?

- Ei...

- Que foi?

- Vai dizer que você não gostou?

- O quê? Eu não sou obrigado a ouvir isso, e...

- Ah, vai? Você gostou de ouvir isso, não gostou?

- Bem, eu...

- Gostou, gostou sim, não gostou?

- Eu...

- Hein?

- É, acho que sim... É, vou gostar, sim... Puxa vida, eu vou dar a bunda, nem acredito! Obrigado, muito obrigado, você é ótimo, maravilhoso! Quanto eu lhe devo?

- Nada, nada...

- Ora, por favor, eu insisto!

- Bem, já que você insiste, poderia me dar uma coisa...

- A bunda?

- A bunda.

E viveram felizes para sempre, dando a bunda e jogando super trunfo.

Nenhum comentário: