terça-feira, 17 de outubro de 2006

O jovem monge búlgaro e o velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha

Certa vez, um jovem monge búlgaro perguntou a seu mestre:

- Mestre, tenho uma pergunta que precisa ser respondida, já não suporto mais viver com ela.

- Pois diga, meu filho, o que tanto te aflige?

- Qual é o sentido da vida?

- Esta é uma pergunta muito difícil, e creio que apenas um homem possui a resposta.

- Quem, mestre?

- O velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha.

E foi-se o jovem monge búlgaro à procura do velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha. Foram dias e noites de constante caminhada, enfrentando chuva, neve, granizo, escalando morros e montanhas, e sobrevivendo apenas com seu carregamento de miojo, salsicha enlatada e ervilhas congeladas. Após dois meses de sacrifícios, finalmente o jovem monge encontra o velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha. Exausto, e ao mesmo tempo esperançoso de ter finalmente a resposta da pergunta que o perturbou por tanto tempo, o jovem monge pergunta ao velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha:

- Velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha, foram dois meses de caminhadas e sacrifícios apenas para ter a pergunta que tanto me aflige respondida pelo senhor: qual é o sentido da vida?

- Tá aqui.

- Que isso?

- Uma pedra,uma pedra!

- Mas o que eu vou fazer com uma pedra?

- Você vai no troço lá, troço lá?

- Que troço?Aonde?

- São cinco bolas de sorvete por apenas um real, T-R-A-G-A A V-A-S-I-L-H-A.

- Mas mestre,eu caminhei por dois me...

- TRAGA A VASILHA!!!!!!!!! A VASILHAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!! AAAAAAAAAAAHHHHHHHHH!!!!!

E o jovem monge acabou expulso a pedradas pelo velho mestre que vive a 50 anos sozinho no alto da montanha. No caminho de volta foi devorado por ursos búlgaros selvagens.

Moral da história: Não confie em velhos mestres que vivem a 50 anos sozinhos no alto de montanhas, é bastante provável que sejam todos esquizofrênicos.

Paulo Coelho

Um comentário:

Tácio disse...

Hahahh, caralho essa superou.
Quase me mijei de rir aqui no laboratório...
Eu acho q as pessoas tão achando q eu sou maluco.

Vo sair daqui...